Os maiores canais de anúncio disponíveis são o Google Ads e Facebook Ads. Com eles, os anunciantes conseguem impactar possíveis clientes e obter leads, vendas, downloads de aplicativo ou outros objetivos de Marketing.

Contudo, o anunciante precisa definir qual (is) canal (is) investir (Google Ads ou Facebook Ads) e quanto irá despender neles.

Antes de prosseguir, já irei antecipar que não existe uma regra que se aplique a todas as empresas. O que lhe mostraremos são boas práticas de como decidir em qual dos canais focar.

Marketing de Performance - MarkTech

Qual a vantagem do Google Ads em relação ao Facebook Ads?

Os tipos de campanha disponíveis no Google Ads são: Rede de Pesquisa, Google Shopping, Rede de Display, Vídeo (Youtube) e Apps.

Anúncios da Rede Pesquisa e Google Shopping

Nos anúncios da Rede de Pesquisa e Google Shopping, o usuário é impactado com o anúncio ao efetuar uma busca no Google. Por isso, esses formatos de anúncio costumam ser muito eficientes, pois o público que os recebem já está buscando pelo produto ou serviço.

Google Ads ou Facebook Ads: Rede de pesquisa.

Embora esses formatos sejam ótimos para começar a anunciar, existem alguns cuidados a serem tomados: 

  1. O tráfego é variável – Como seu anúncio é exibido apenas a quem está buscando por ele, o volume de impressões de anúncio é inconstante. Para alguns segmentos de negócio, pode ser realmente difícil decidir em quais palavras-chave investir já que o tráfego de certos termos é muito baixo.
  2. Concorrência alta – O Google Ads funciona em um formato de leilão (mais informações neste link). Ou seja, o valor que o anunciante paga pelo clique no anúncio depende do lance dos concorrentes para a mesma palavra-chave. Para alguns segmentos de negócio com alta concorrência, o custo por clique nos anúncios pode ser demasiadamente alto.
  3. Configuração correta de conta – No Google Ads, se o usuário for
    iniciante, ele provavelmente terá dificuldade para configurar corretamente sua conta de anúncio. São muitas as boas práticas a serem tomadas, e, caso o anunciante não as considere, possivelmente irá desperdiçar dinheiro anunciando de forma ineficiente.

Rede Display e Vídeo

Para a Rede Display e Vídeo, a dinâmica é completamente diferente. Esses formatos, em geral, são mais apropriados para reconhecimento de marca. Nesse tipo de canal, o anunciante dispõe de mídias visuais que podem impactar usuários em massa.

Google Ads ou Facebook Ads: Rede de Display do Google

Embora o custo por impressão (ou visualização) desse tipo de anúncio são relativamente baixos, os resultados, em termos de conversão, tendem a ser menores que os anúncios de rede de pesquisa.

Uma vantagem desse formato é que o público passível de ser impactado é maior. Enquanto na rede de pesquisa há a necessidade de uma pessoa realizar uma busca para o anúncio ser visualizado, na Rede de Display e Youtube o Google teŕa terá maior facilidade de entregar seus anúncios.

Em suma, esses formatos se assemelham bastante com o Facebook Ads, pois o usuário recebe de forma passiva o anúncio, de acordo com uma segmentação pré-definida. Então as recomendações para Facebook Ads se encaixam quase perfeitamente para esses formatos.

Qual a vantagem do Facebook Ads em relação ao Google Ads?

O Facebook Ads abrange redes sociais e softwares de mensagem como o Facebook, Instagram, Messenger e Whatsapp.

Plataforma do Facebook Ads

Nessa plataforma de anúncio, o anunciante define os públicos a serem impactados pelo anúncios e as peças criativas que serão direcionadas para cada um dos segmentos que irão receber os anúncios.

A vantagem do Facebook Ads em relação à rede de pesquisa de Google é que as audiências a serem impactadas no Facebook Ads são mais amplas, pois o Facebook Ads consolida redes sociais de grande volume de tráfego. Com isso, este é um canal com alta possibilidade de expansão de investimento por parte do anunciante.

Entretanto, os públicos devem ser selecionados de forma muito cuidadosa. Pois muitos usuários podem ignorar seus anúncios caso eles não lhe sejam relevantes.

Por isso, a escolha de públicos, comunicação e, principalmente, as peças de marketing são de grande importância para o sucesso ao anunciar nessa plataforma.

Quando escolher o Google Ads?

Já que a Rede de pesquisa do Google Ads é um canal de alta rentabilidade, em comparação com outras alternativas, recomendamos que ele seja explorado ao máximo, antes de investir em outros canais.

Porém, para os casos abaixo, o Google Ads pode não ser muito útil:

  • Anunciantes com produto / serviço com ticket médio muito baixo;
  • Produtos / serviços de grande desconhecimento do público, de forma que não há volume considerável de buscas no Google.

Para a Rede de Display e Youtube, recomendamos investir quando a empresa possui um maior investimento para Marketing. Assim, ela pode alocar orçamento para impactar audiências menos performáticas, buscando uma rentabilidade de longo prazo.

Quando escolher Facebook Ads?

Recomendamos a preferência pelo Facebook Ads para empresas que vendem produtos / serviços que não são muito buscados no Google.

Além disso, outro tipo de empresa que pode se beneficiar do Facebook Ads são as empresas B2C. Porque é mais fácil encontrar audiências rentáveis para empresas desse tipo nas redes sociais.

Dicas Finais

# Dica 1 – Teste e descubra qual é o melhor canal para você

Não existe regra que se aplique a todos os anunciante, o ideal é testar diversos canais. Em seguida, invista predominantemente naqueles que trazem  vendas ou leads qualificados de forma mais performática.

# Dica 2 – Comece pelo Google Ads

Em geral, a rede de pesquisa Google Ads gera bons resultados. Mas certifique-se de fazer a configuração correta da plataforma de anúncios. Isso significa seguir as melhores práticas de rastreio de conversão, extensões de anúncios, algoritmos de lance e etc.

# Dica 3 – Se quiser escalar o investimento, use o Facebook Ads

Facebook Ads é um bom canal para impactar pessoas de forma mais ampla. Teste esse canal com diversos formatos de anúncios e encontre os públicos mais relevantes ao seu negócio nele.

Com o Facebook Ads, você pode também impactar pessoas que já acessaram seu site, pelo remarketing.

# Dica 4 – Tenha cuidado com a Rede de Display do Google

A rede de display do Google pode apresentar problemas como cliques fraudulentos e impressões em sites não relevantes.

Use esse canal preferencial para remarketing e tome precauções como, por exemplo, limitar os sites em que você exibirá os seus anúncios.

Quer melhorar seus resultados em Google Ads ou Facebook Ads? Faça um teste das ferramentas da MarkTech.


Eduardo Cesar

Cofundador da MarkTech, startup de tecnologia para marketing digital, com foco em links patrocinados. Formado em Engenharia da Computação pelo IME. Criador de aplicações de modelagem matemática para resolução de problemas de Marketing Digital.

Espere um Pouco... Quer Melhorar seu Marketing Digital?

A MarkTech tem soluções para o seu negócio.

 

 

Marketing de Performance para negócios de todos os tamanhos

Quer conquistar mais clientes?

A MarkTech tem soluções para o seu negócio.

 

Marketing de Performance para negócios de todos os tamanhos